Exposição Pedra no Céu no MuBE

O Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia – MuBE abre no próximo 1º de abril a exposição Pedra no Céu – arte e arquitetura de Paulo Mendes da Rocha. São mais de 50 obras de 25 artistas consagrados. Na abertura, será exibido o filme ‘Tudo é projeto’, em homenagem ao arquiteto

Com curadoria de Cauê Alves e Guilherme Wisnik, Pedra no céu traça um paralelo entre arte e a arquitetura de Paulo Mendes da Rocha, autor do projeto do MuBE.

Entre os propósitos da exposição está o de apontar vínculos entre arte e o legado da arquitetura brutalista de São Paulo. A clareza e a concisão do prédio do MuBE surgem tanto como continuidade de pesquisas anteriores do arquiteto, quanto como desdobramentos exigidos pela singularidade do projeto.

A exposição se aproxima das referências artísticas do arquiteto e de diálogos que ele estabeleceu entre o seu projeto e a produção de artistas como René Magritte e Henry Moore. Pedra no Céu também explora as relações entre o museu e a produção contemporânea, seja a partir de contrastes ou de consonâncias.

Diversos trabalhos compõem esta mostra, entre eles as pranchas apresentadas ao concurso do MuBE. Nelas, é possível ver que a relação com a paisagem se dá a partir de citações a viajantes como Debret, Rugendas e Frans Post, presentes na exposição.

Estarão exibidas obras tridimensionais, fotografias, pinturas e desenhos de quase 30 artistas, que se relacionam com arquitetura e elementos estruturais do prédio, como a marquise, as paredes de concreto e a paisagem. A maquete do MuBE, pertencente à coleção do MoMA de Nova Iorque, ocupará um lugar de destaque.

Laura Vinci fará uma intervenção com vapor d’água, formando nuvens na marquise, dando a impressão de brumas, oferecendo ao visitante do museu um ar misterioso e a sensação de que a marquise está elevada ao céu. O vão de 60 x 12 m parece flutuar, uma vez que de perto nosso olhar não abarca os apoios laterais.

A “pedra no céu” alude aos primórdios da humanidade, um abrigo elementar, mas que anuncia um museu subterrâneo que acompanha o desnível natural do terreno. É também o modo como Paulo Mendes da Rocha se refere ao grande plano horizontal (de concreto armado) da marquise que pousa sobre dois apoios perpendicularmente à Avenida Europa.

“A intenção da curadoria foi se aproximar do imaginário e do repertório de Paulo Mendes da Rocha, assim como apontar outros vínculos possíveis entre arte e arquitetura”, explicam os curadores.

Filme: a filha de Paulo Mendes da Rocha, em co-direção com Patrícia Rubano produziu e dirigiu o filme Tudo é Projeto, que conversa sobre arquitetura e mostra quem é o arquiteto. É a visão de uma filha, na busca da compreensão de seu pai.

Artistas participantes

André Komatsu

Amelia Toledo

Amilcar de Castro

Caio Reisewitz

Carlito Carvalhosa

Carmela Gross

Cildo Meireles

Daniel Acosta

Daniel Buren

Daniel Steegmann Mangrané

Doris Salcedo

Franz Post

Henry Moore

Hiroshi Sugimoto

Iran do Espírito Santo

Jean Baptiste Debret

Johann Moritz Rugendas

Laura Vinci

Leandro Erlich

Lydia Okumura

Mateo Lopez

Mauro Restiffe

Nicolas Robbio

Nuno Ramos

Paulo Mendes da Rocha

René Magritte

Sandra Gamarra

Serviço:

Pedra no céu: arte e a arquitetura de Paulo Mendes da Rocha

Curadoria: Cauê Alves e Guilherme Viznik

Abertura 01/04/2017

Encerramento 02/07/2017

Anúncios


Categorias:Exposições

O que você achou desta matéria? Opine!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: